[Mídia] Centros de Assistência Social serão implantados em 110 municípios

De acordo com notícia publicada no site da Agência de Notícias do Estado do Paraná, as Secretarias de Estado do Trabalho, Emprego e Promoção Social e do Desenvolvimento Urbano (Sedu) selaram parceria para construção de 110 Centros de Referência de Assistência Social (Cras) no Paraná. O convênio foi assinado na terça-feira (01) pelos secretários do Trabalho, Nelson Garcia, e do Desenvolvimento Urbano, Forte Netto.

A parceria prevê a construção dos centros voltados à identificação de situações de vulnerabilidade social e risco em decorrência de pobreza. O programa presta serviços de atenção às famílias e comunidades, que contribui para a superação dos baixos indicadores sociais dos municípios paranaenses.

Os recursos destinados à implantação do programa no Estado são de R$ 11,4 milhões. Está previsto a construção de dois tipos de unidades – uma é a padrão, cujo valor de investimento será de R$ 142 mil, e a outra é uma unidade com Agência do Trabalhador, com custo estimado de R$ 165 mil por unidade. A previsão é que a construção dos novos centros comece no primeiro trimestre de 2010.

De acordo com Garcia, a Secretaria está lutando pela implantação de programas sociais como o Cras há bastante tempo, e essa é uma conquista do Governo Estadual. “É o primeiro projeto dessa abrangência que dá certo e que será construído no país, e nos orgulhamos disso”, afirma.

O secretário parabenizou todos os envolvidos no projeto, ao agradecer o apoio da Secretaria do Planejamento, que é uma das parceiras nas ações implantação dos Centros de Referência de Assistência Social no Estado, e todos que ajudaram a torna-lo realidade.

Para Forte Netto, a construção destes centros é importante por mostrar a prioridade do Governo em atender a população com políticas públicas permanentes. O secretário de Desenvolvimento Urbano lembrou ainda que as obras geram desenvolvimento local, emprego e renda na construção civil. “É uma obra completa, que vai atender a parcela da população mais necessitada. Quem procurar a assistência terá acesso a programas como Luz Fraterna, Programa Água e Bolsa Família, que ajudam no complemento da renda familiar”, ressalta.

O diretor-geral da Secretaria do Trabalho, Fernando Peppes, lembrou que após a instalação dos Centros de Referência de Assistência Social no município é enviado mensalmente recursos do Governo Federal para executar os serviços, garantindo o funcionamento contínuo. O valor depende do porte do município; até 20 mil habitantes (R$ 4,5 mil); de 20 mil a 100 mil (R$ 6,3 mil); e com mais de 100 mil habitantes (R$ 9 mil).

CRAS – O Cras oferece atendimento a pessoas e famílias que sofrem as mais diversas formas de vulnerabilidade, como desemprego, pobreza, trabalho infantil, ausência de acesso a bens e serviços. Nos locais são realizados atendimentos por assistentes sociais e psicólogos, grupos de convivência, qualificação profissional e inclusão produtiva. As novas instalações serão construídas através da Secretaria Estadual do Desenvolvimento Urbano / Paraná Cidade.

Fonte: Agência de Notícias do Estado do Paraná

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.