Neste mês, celebramos um marco fundamental para a nossa profissão: o aniversário da Lei 8.662/93 e do Código de Ética da e do Assistente Social, que regulamentam a atuação das e dos profissionais no Brasil.
 
Sancionada pela Presidência da República em 7 de junho de 1993, essa lei estabelece todas as instâncias de controle, fiscalização, sistematização e normatização da nossa prática profissional.
 
A Lei 8.662/93 não apenas legitima a profissão de Assistente Social, mas também estabelece um compromisso com a justiça social, a igualdade e os direitos humanos. Destaca ainda as atribuições e competências do Conselho Federal de Serviço Social (CFESS) e dos Conselhos Regionais de Serviço Social (CRESS).
 
Esses órgãos são responsáveis por orientar, disciplinar, normatizar, fiscalizar e defender o exercício da profissão de Assistente Social.
 
Reafirmamos nosso compromisso em seguir trabalhando em prol de uma sociedade mais justa e igualitária. A regulamentação da profissão nos proporciona a base necessária para atuar com ética, responsabilidade e competência, sempre em defesa dos direitos da população.