Audiência Pública pautada pelo CRESS na Assembléia Legislativa aconteceu 24/08/11

 

Serviço Social: reconhecimento e valorização profissional, condições de trabalho e qualidade dos serviços prestados à sociedade foi o tema da Audiência Pública promovida pelo mandato do  Professor Lemos em conjunto com o Conselho Regional de Serviço Social do Paraná (Cress-PR) e com apoio da Assembleia Legislativa.
 
Na manhã desta quarta-feira (24/08), profissionais, dirigentes sindicais, e membros da sociedade civil organizada estiveram no Plenário da Alep para discutir a atuação do assistente social em várias áreas além dos espaços sócio-ocupacionais como saúde, educação, iniciativa privada, entre outros.
 
Também foi defendida a valorização dos assistentes sociais e a melhoria das condições de trabalho com a instituição das 30h semanais para os/as profissionais. Todos os oradores ressaltaram a importância da política do governo federal pela erradicação da pobreza extrema. Outro ponto destacado foi a superação da visão assistencialista da profissão.
 
Professor Lemos reforçou em seu discurso no plenário da Alep, nesta tarde, o compromisso da frente parlamentar da assistência social em mobilizar os deputados estaduais para que se apresente um projeto de lei que institua as 30h semanais de trabalho para os assistentes sociais no Paraná.
 
Esta audiência pública também fez parte da jornada nacional de mobilização da categoria, desencadeada pelo conjunto CFESS/CRESS em comemoração ao primeiro ano de aprovação da lei das 30 horas, que ocorreu em 30/08/2010 e também para cobrar a implantação nos estados onde ela ainda não foi implementada.
 
Fizeram parte da mesa de abertura as seguintes pessoas:
Assessoria do Mandato Professor Lemos

  • Ana Luiza Suplicy, diretora de proteção social básica da Fundação de Ação Social, também representou o prefeito de Curitiba, Luciano Ducci.
  • Anna Letícia Bacellar, representando a Executiva Nacional dos Estudantes de Serviço Social (Enesso).
  • Daiana Sprada, coordenadora de projetos sociais da ação social do Paraná, representante do Fórum Regional de Assistência Social (Foreas).
  • Daraci Rosa dos Santos, conselheira e representante do Cress/PR no Fórum dos Trabalhadores do SUAS.
  • Fábio Bruzamolin Lourenço, promotor de justiça representando o Ministério Público.
  • Letícia Raymundo, diretora geral da Secretaria da Família e Desenvolvimento Social, também representou o governador em exercício, Flávio Arns.
  • Marisa Stedile, secretária geral da Cut.
  • Professora Josete, vereadora de Curitiba.
  • Silas da Silva Moreira, representante do Fórum Paranaense de Assistentes Sociais da Saúde (Fopas).

A segunda mesa se deu com palestras proferidas pelas autoridades na área, Professoras: Márcia Terezinha de Oliveira, Jucimeri Isolda Silveira e Maria Izabel Scheidt Pires, com a contribuição dos debatedores: Renária Moura, Leandro Araujo, Marilena Silva e Cleonice Sousa
 
Tendo sido debatidas a história do Serviço Social, seus avanços, suas atribuições e competências privativas, suas contribuições à sociedade, fundamentalmente, à classe trabalhadora, na viabilização do seu acesso aos direitos, assim como as necessidades de adequação dos espaços, a ampliação de direitos e condições de trabalho, foram encaminhadas as seguintes questões:

  • chamar uma audiência com o governador do Estado para discutir a contratação de mais profissionais nas políticas estaduais, implantação de mesa de negociações para encaminhar plano de cargos carreiras e vencimentos na assistência social, implantação do serviço social no atendimento aos estudantes da rede pública estadual, conforme lei 15065/2006, trabalho decente para os servidores, concursos públicos e apresentação de projeto de lei que institui as 30 horas para profissionais do Serviço Social no âmbito do estado.

 

Foto: Nani Gois(ALEP)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.